Fly and Die

Já lhe disse isso antes, penso nisso constantemente. Quero abrir meus braços e voar, deixar para trás tudo o que me faz ser assim; deixar para trás tudo o que me faz com que meu coração se sinta assim. 
Sei que não posso voar, porém eu tive que tentar. De inicio me senti leve, como se nada no mundo pudesse me segurar... Finalmente, depois de anos, senti que eu poderia ser quem eu realmente sou!
De repente, senti que não podia mais respirar. Água invadia os meus pulmões. Eu quis gritar, minha voz não saia de mim. Ninguém apareceu para me salvar, creio até que nenhum deles sentiu a minha falta.
P.S: Desculpe o texto tão pessimista. Foi o que saiu!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A cada minuto.

Curtas para adoçarem o coração.