quarta-feira, 28 de agosto de 2013
Contarei para vocês agora, qual a frase que tenho ouvido com mais frequência nesses últimos tempos:

"COMO ASSIM VOCÊ ESTÁ FAZENDO ACADEMIA? COMO ASSIM VOCÊ NÃO COME MAIS BACON?????"

É. Como assim? Todas as pessoas do meu convívio sabem bem quais eram meus hábitos: muito doce, muito refrigerante, muitos lanches, fast food, bacon. Eu comia totalmente em horários errados, bebia 10ml de água por dia e coisas assim. E sinceramente? Nunca me importei. Aliás, sempre acreditei que ninguém poderia ter tudo - e como eu sou inteligente (pelo menos nos estudos), nunca julguei necessário ser bonita, afinal de contas, "pra que né? Já sou exxxperta".
Durante um tempo eu criei um certo preconceito com pessoas saudáveis e de hábitos corretos. E com todas as meninas naturalmente magras e bonitas (RECALQUE MEU, CONFESSO). Acreditava que todas essas pessoas eram limitadas intelectualmente, e por conta disso precisavam cuidar do corpo, porque era o que de melhor poderiam oferecer. Ah, esses sentimentos de gordo mesmo!
E quando foi que, como diz meu querido pai, a "água bateu na bunda"? Quando me dei conta que minha saúde estava num estado calamitoso. Cheguei a um extremo que precisei ouvir "Cê vai morrer, mina". Não, não estou nos meus últimos dias de vida, nem tão pouco tenho alguma doença que pode me matar a qualquer momento. Eu só deixei minha saúde chegar a um ponto que qualquer médico ficaria louco. Também, não é atoa, né? Alimentação péssima, sedentarismo nato e poucas horas de sono.
Depois de refletir por uns momentos, decidi mudar meus hábitos, minha rotina, minha vida. E decidi por mim mesma - que é a única parte interessada que importa. Me matriculei na academia (e a Ann e a Thabs me acompanharam, porque são lindas) e estou num processo de reeducação alimentar, comendo de três em três horas - o que me deixa com fome boa parte do dia, mas é só porque meu metabolismo está ficando um pouquinho mais rápido e então ele se torna o Flash para queimar o que como!
E, passado esses 25 dias, posso dizer que a academia não é um lugar para pessoas limitadas, e nem é um bicho de sete cabeças. Na verdade, eu gosto muito de lá. É engraçado ver a cara de desespero do menino da esteira quando nos vê com o controle da TV, e é interessante infernizar o instrutor. Até porque eu gosto de infernizar qualquer pessoa do meu convívio. Comer de maneira saudável não é nenhum pouco ruim, como eu suspeitei que seria. Meu corpo pode "respirar tranquilamente", e sinto os resultados chegando com o meu bem-estar. Acordar às 5h da manhã para a academia é meu combustível para um dia cheio de disposição, e ver minhas calças largas é a melhor prova de que vida saudável é awesome!


Cześć, jak się masz?

 Ok, sem sustos. Esse é apenas o meu treinamento para a Polônia e para poder me comunicar com meu futuro marido polonês, que não sabe da minha existência (mero detalhe). A Ann acabou ficando sozinha por bastante tempo aqui, teve que voltar a vaga lembrança de ter um blog sozinha... Mas, como sempre venho dizer, isso termina agora!
E para não perder o costume, cá estou com minhas delongas - e por que não dizer, desculpas? O que foi que levou a minha pessoa a ficar MESES sem vir aqui e dizer nem um oizinho em polonês?
  Alternativa 1: salvei a terra dos etc construidores de mc donalds, 2: Tive que visitar Nárnia ou 3: Fiquei completamente sem condições? Se você disse as três opções, você está mais do que certo!! Tá, tudo bem. Você não está. Na verdade, foi o seguinte: a faculdade, como já foi comentado aqui, sofreu um pouquinho com um período bem pequeno (120 dias) de greve, e durante esse tempinho, precisei ir para a casa dos meus pais, e lá na roça não tem internet. Fim. Mas ok, as aulas voltaram, e por que mesmo que não apareci aqui para dizer que estou viva? Porque meu semestre se resume em dois meses - dois meses para aprender conteúdo, entregar provas, fazer seminários e PROVAS. Ou seja: estamos cá, ligados no modo hard.
Mas agora,como já tô zerando o modo hard e indo pro expert, cá estou!


Os vejo em Nárnia.
segunda-feira, 26 de agosto de 2013
Eu preciso te dizer, algo que há muito se mantem aqui em mim. Preciso dizer coisas que meus lábios não conseguem pronunciar. Tenho medo, medo do que sinto e medo do que você pode me dizer. Não consigo olhar em seus olhos, mas ao mesmo tempo não consigo deixar de olhar para eles. São tão lindos.
E ainda digo, esse tempo que passamos juntos nunca é o bastante. Seus braços em torno de mim nunca é o suficiente. Acho que estou me apaixonando, mas ainda acho que não é o suficiente para te dizer o que sinto. 
Minhas mãos tremem e meu coração dispara quando você chega. Sinto que vou desmaiar, mas me sinto mais viva quando você está ao meu lado. Ainda sim, creio que não é o suficiente para dizer o quanto eu me sinto bem quando estou com você. Quero seus abraços, seus beijos, sua voz cantando e dizendo coisas que me fazem rir, mesmo quando as lágrimas insistem em sair dos meus olhos. 
O mundo parece não rodar da maneira certa, o universo parece parar e olhar para nós nos momentos em que estamos juntos, nos momentos em que você olha para mim e sorri daquele jeito que só você sabe! 
Ainda acho que ainda não é suficiente, nenhum tempo que passamos juntos não é suficiente! Eu penso em todo o tempo que temos pela frente, sinto que o mundo pode desabar a cada segundo. Penso em todos os problemas que podem nos acontecer, porém você vem e me lembra que devemos dar um passo de cada vez. 
Ah, se desde o inicio eu soubesse que você sentia por mim o mesmo que eu sinto por você. Se eu soubesse com certeza minha vida seria menos complicada, eu teria menos problemas e meu passado seria muito mais feliz. Porém agora, quase não é mais o suficiente. 
Sinto que me apaixono por você a cada vez mais. Cada vez mais próxima do seu coração e você mais próximo do meu. Cada sorriso compensa cada lágrima e cada  abraço afasta cada dor que um dia minha alma sentiu. Quero o seu coração mais perto do meu, quero ter o seu nome, assim como você tem o meu coração. 






quarta-feira, 21 de agosto de 2013
Hello everybody!

Bem, como todos sabem estamos na vida Fitness agora e com isso mudamos a nossa alimentação e vamos à academia todos os dias da semana. Pois bem, durante as duas primeiras semanas de academia nós passamos por uma adaptação...
Como nós não conhecemos nada dessas coisas, como nunca fizemos nenhuma dessas coisas, os nossos instrutores sofrem! Eles não sofrem tanto assim, mas quando eles vem nos dizer o que fazer eles não podem usar o nome real dos aparelhos  porque nós não sabemos os nomes reais de cada um deles. Enfim, durante essas duas semanas, nós passamos por quase todos os aparelhos e fizemos quase todos os tipos de exercícios, só que chega uma hora que a vida boa acaba e o treino chega. 
E hoje foi esse dia, vou dizer que foi um tanto complicado lidar com o fato de que agora sabemos bem a sequência dos exercícios e os instrutores dão risada das caras que fazemos, já que eu e a Jess somos pouco discretas e fazemos um pouco de bagunça lá na academia. Não pensem mal, mas nós mudamos de canal na hora da esteira e colocamos no Fox Life, reclamamos das músicas que tocam lá e dizemos que não gostamos das caras que os homens fazem quando estão fazendo determinado exercício. 
Enfim, aos trancos e barrancos estamos fazendo e gostando de tudo. É muito bom chegar na faculdade de manhã e não estar com sono. Simplesmente consigo prestar mais atenção nas aulas e me sinto muito melhor durante todo o dia. O único ponto ruim é a fome que me consome durante o dia, mas comendo de 3 em 3 horas faz com que as coisas sejam melhores. Fiquem de olho por que logo a Jess vem aqui falar sobre o ponto de vista dela sobre nossa vida fitness! 

Beijos

segunda-feira, 19 de agosto de 2013
Hey!

Mais uma vez venho com uma dica de filmes para vocês. Nesse domingo eu e a Lauriele (menina que divide apartamento comigo) surtamos e fomos no domingo a noite no cinema para assistir a continuação da Serie Percy Jackson e os Olimpianos. 
Bem, já começo dizendo o óbvio,se você leu o livro vai sentir falta de muuuitas coisas. Você vai ficar incomodado com algumas outras coisas que foram acrescentadas e como um bom fã, vai ficar bravo com qualquer pessoa que não tenha lido os livros e tenha mais do que amado o filme. Pois bem, depois de 8 filmes de Harry Potter eu desencanei dessas questões. Quando vou ver um filme baseado em algum livro que eu li e gostei, eu simplesmente ajo como se não soubesse da história e caso eu não consiga fazer isso, tento analisar o filme pela perspectiva cinematográfica. Ou seja, analiso desde a trilha sonora até o figurino e cenário e acreditem essa técnica é ótima. 
Agora vamos falar sobre o filme não é mesmo?! Para aqueles que quiserem saber a sinopse e informações gerais do filme é só clicar aqui


Pontos altos: eu irei falar do que gostei e do que não gostei, porque nesse caso eu não quero falar sobre a história, pois caso você tenha lido o livro, você já sabe. Se você não leu e gostou do primeiro filme, eu não quero estragar a surpresa de ninguém. Então, primeiramente, eu gostei muito mais desse do que do primeiro filme. Não há comparação em todos os sentidos. Os efeitos especiais são melhores, o texto é melhor e o roteiro tem mais sentido. Mesmo as partes que constam no livro, mas não constam no filme fazem com que a história tenha sentido da mesma maneira e o final dá o gancho perfeito para o filme que virá em seguida. 
Pontos baixos: O loirismo da Anabeth, do qual sentimos falta no primeiro filme (aqueles que leram os livros) ficou horrível no segundo. Seria melhor se ela tivesse continuado com o cabelo da cor original da atriz. Uma cena em particular não constou no filme e por conta da duração (o filme tem 1h40min) creio que eles poderiam tê-la colocado. 
Enfim, em um geral, para mim, o filme foi satisfatório. E para terminar nada melhor do que um gif que expressa o filme por completo: 


sexta-feira, 16 de agosto de 2013
Hello Vocês! 


Com estão? 
Se vocês seguem a nossa querida Jess no Insta, creio que vocês já sabem que há duas semanas eu e ela estamos trabalhando em nossa vida Fitness. Sim, há duas semanas nós frequentamos a academia todos os dias uteis da semana, comemos de três em três horas, não mais comemos lanches e não tomamos mais refrigerante durante a semana. 

Então, meio que surgiu uma vontadezinha de contar para vocês como que é essa vida. Pois antes, tanto eu, tanto a Jess, tínhamos um preconceito muito grande com academia. Pensávamos que era coisa para pessoas limitadas e ignorantes e por isso não tínhamos que ir fazer nada lá. Mas não é bem assim, é claro que existem os limitados (eles existem em todo lugar), e na verdade eles não ficam olhando para você ou rindo de você só porque você não sabe usar determinado aparelho. (-> Sobre os aparelhos devemos lembrar que muitos deles não devem ter sido feitas por mãos humanos, o rolê veio de Marte, só pode)
Enfim, com apenas duas semanas, nós nos sentimos bem mais dispostas em relação as coisas. Nossos dias parecem maiores e nós fazemos as coisas com mais vontade do que antes e isso é muito bom. É claro que ao acordar todos os dias as 5h da manhã não é mole e o sono é uma parte importante do processo e acabamos por nos sentir muito cansadas as 21h da noite todos os dias. 
Daremos mais noticias sobre as nossas mudanças e já dizemos que se você tem medo de ir a  academia por conta dos mocinhos, não se preocupe, lá cada está tão compenetrado no que faz que não há como eles ficarem rindo ou falando algo da novata! Outra coisa, todo dia tem algum novato na academia. 
So...



quarta-feira, 7 de agosto de 2013
Hello people

Bem, começamos mesmo essa semana na faculdade, acabou-se a greve e a vida mole. Sendo assim, decidimos mudar alguns hábitos que tínhamos e nos matriculamos na academia. É depois explicaremos mais sobre nossa vida fitness e certas coisas que são importantes para não desanimar. E aí, nossa primeira dica de todas é ter uma boa trilha sonora para praticar exercícios que deixam dores em lugares que não sabíamos que tínhamos músculos. Então, para você que está deixando as férias para trás, liga o som bem alto e corre... 



quinta-feira, 1 de agosto de 2013
Hello again

E agora voltam as aulas e todos ficamos ocupados novamente, porém, sempre arranjamos aquele tempinho para filmes não é mesmo? Pois bem, o filme dessa vez chama-se The First Time é estrelado por Britt Robertson (The secret circle) e  Dylan O'Brien (Teen Wolf) e para saber mais sobre a ficha técnica do filme é só clicar aqui


Para começo de conversa eu não sei bem, novamente, o porque escolhi esse filme. Não sei se foi o titulo, ou a capa, ou o nome enfim, não sei. Mas posso dizer com todas as palavras que não me arrependi nem um pouco de tê-lo assistido. A temática do filme é totalmente adolescente, como o titulo diz, tudo gira em torno da primeira vez o como ela acontece. Para que vocês não fiquem chocados, vou logo dizendo que eles não mostram nada, viu?! Nadinha mesmo, tem aqueles momentos de fade out e e você só vê o que acontece depois, porém não vou contar mais senão acabo com a graça do filme. 
Os pontos positivos são: os atores são maravilhosos e a construção e personalidade dos personagens também. Dando ressalva para o Big Coorporation, meu personagem favorito do filme. O filme tem muitos momentos cômicos em que acabamos rindo pra valer e sentimos um pouco de vergonha pelos personagens. Já como pontos baixos: para mim não houve nenhum (sim, uau). Mas se você é o tipo de pessoa que gosta de saber mais sobre os personagens é capaz que não goste do desaparecimento de alguns deles no meio do filme e nem como eles se despedem da trama. Entretanto a vida também é assim e as vezes nós, simplesmente não nos encontramos mais com as pessoas da maneira que gostaríamos e da maneira certa. 
E para finalizar a dica de filme de hoje, como não achei nenhum gif do "Big", vai uma foto do casal principal mesmo... =) 



Tecnologia do Blogger.