domingo, 28 de agosto de 2011
Aquele lugar onde a calma reina, o lugar onde não há problema gostar do que eu gosto. O lugar que não há problema eu ser quem eu sou. Você se lembra do lugar que só o seu coração conhece? 
Pode parecer abstrato, mas faz muito sentido. Cada um de nós deixou para trás ou ainda há de encontrar o lugar que podemos chamar de nosso.As vezes esse lugar não é uma localidade especifica, as vezes esse espaço é uma música, um filme, um livro. Algum lugar em que podemos sentir a brisa tocar nosso rostos, lugar em que podemos sorrir sem medo de ser feliz. 
Se você é uma pessoa que não consegue exteriorizar seus sentimentos, se você é alguém que crê que não exista tal lugar em seu coração gélido e vazio, saiba que esse local existe e faz parte de você. Basta que você compreenda e abra seus olhos para ver ou que você perceba em seu coração aquela ponta de calma e feliciadade que há tanto você deseja alcançar. 
O mundo nos mostra o tempo todo que para ser feliz é necessário várias coisas, mas eu posso dizer a você que as coisas não são assim. Minha vida não é fácil, é complicado tentar se entender e se encontrar. Porém eu sempre termino minha semana sem medo algum de ser feliz. Sim, eu tive meus momentos de raiva e frustração, eu tive meus momentos de infelicidade e descrença. Mas agora vejo que o meu coração está no lugar que ele mais aprecia e que mesmo com todos os pesares vale a pena continuar. 



sábado, 20 de agosto de 2011
Abro meus olhos e não sei o que estou ouvindo ao certo. Há uma grande movimentação em volta de mim e tudo é muito confuso por conta da música e do barulho. Minha mente parece totalmente fora de sintonia, não há espaço para mim e meus pensamentos, não há espaço para o som e o silêncio que brigam dentro mim. Não compreendo esse conflito, as vezes vejo um momento de paz e de repente tudo aparece. 
Olho para fora e tudo parece calmo novamente. Tento ao máximo aproveitar a calmaria, pois não sei até quando as coisas serão assim.O vento bate no meu rosto e leva minhas preocupações embora de mim, enxergo melhor quem está a minha volta e o que elas pensam. Meus pensamentos são mais felizes e tudo é mais do que paz e silêncio. 
Quando creio que estou bem e não serei mais abalada o barulho volta pior do que antes, parece até que ele é capaz de me enlouquecer. É terrível, não me deixar ver o que acontece a minha volta. Me deixa tonta, enjoada. Não consigo pensar assim, tudo desmorona  e sinto como se estivesse sendo sugada para um poço fundo, escuro e sem luz alguma. 
O mundo é uma completa bagunça, mas existem momentos de silêncio que devemos aproveitar. 


sábado, 6 de agosto de 2011
Como se eu nunca tivesse tido a chance de livrar de você, como se eu nunca tivesse tido a chance de tirar toda essa dor que você deixou em mim. Agora consigo olhar para o futuro a minha frente, agora vejo com clareza o que antes as lágrimas não me permitiam. Eu não vou mais chorar, não vou mais me deixar levar por você e pelo o que você diz sobre mim! 
Sinto que tenho forças para me levantar, tenho forças para correr e sorrir como se eu sempre o pudesse ter feito. Vá corra, vá para bem longe de mim, sei que você não ganhará nada com a minha nova mudança. Você não ganhará nada com o meu novo jeito de ser! Mas, pela primeira vez, eu não penso em você. Penso em mim e vejo que não há nada de errado pensar em mim um pouco. Agora sei que posso sorrir sem medo, sei que mesmo com algumas partes ainda machucadas eu ainda tenho forças para me manter de pé em frente a toda a multidão que deseja ver a minha queda. 
Eu vou para o único lugar seguro para mim, meu coração e minha mente estarão a salvo lá e não há nada que você possa fazer para me deixar daquele jeito novamente.