domingo, 16 de fevereiro de 2014
Soube do fim de alguns namoros. Umas coisas banais. 
A namorada que traiu, porque cansou das rotinas de casal.
O namorado que não quis mais saber de nada, mudou de cidade e largou tudo pra trás. 
O casal que se ama mas não consegue mais se olhar. 
A namorada que não entende como o namorado não precisa tanto de sexo.
Sexo cara. 


Sexo foi o fim de um relacionamento que ouvi dizer que duraria. Que iria até o fim. Pra que amor? Pra que cumplicidade? 
As pessoas são tão ligadas em conexões corporais que quando se torna “comum”, ou quando o sexo não é constante, é razão pra terminar.
Conexões. 
Elas podem ser maiores que isso. Mas ninguém mais quer conectar a alma. 
Só o corpo.
E aí, como tudo que é carnal: morre. 




(essa sou eu, tentando lidar com as inspirações/revoltas da madrugada. Tô de volta).
quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014
Hello again

Creio que na vida de todos chegamos em ponto em que não há volta: é necessário começar aquilo que começou. Pois bem, estou no meu último mês de faculdade e as coisas não estão fáceis, agora é época de terminar tudo tudo, de acerar todos os pontos necessários para colar grau. E nesses momentos de tensão nada melhor do que a música para nos acalmar ou fazer com que as coisas sejam feitas, então vamos para a trilha sonora de final de curso.




quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014
Hello little hearts! 

Como vão?
Como eu havia dito no primeiro post do ano, eu e Jess, estávamos pensando em mudar algumas coisa no blog e acrescentar outras coisas. Uma delas, havia pensando eu, seria colocar algumas sugestões de livros já que lemos bastante. Assim como fazemos com filmes, faremos com os livros, ok?! Então como primeira opção de leitura falaremos sobre o livro Julieta de Anne Fortier. 



O livro foi impresso pela editora Arqueiro aqui no Brasil. Eu particularmente gostei bastante da diagramação e dos aspectos físicos do livro.As folhas são amareladas e com uma textura um tanto diferente do comum, mas nada que atrapalhe a leitura, pelo contrário, fez com que meus olhos cansassem menos. Ele tem uma capa muito bonita e na verdade foi o que me fez comprar o livro para começo de conversa. E como o esperado, acabei lendo uma história maravilhosa. Se você quiser saber mais sobre a sinopse, basta clicar aqui
Sendo assim os pontos positivos são: a personagem principal, Giulietta, é simplesmente cativante. No começo achei que ela seria uma daquelas personagens vitima, sabe daquelas que sofre o livro inteiro e que não faz absolutamente nada para mudar sua realidade. Mas ao contrário disso, ela toma posição em várias questões e faz com que a história ande. Alessandro, sim ele sozinho é um ponto positivo, ele é lindo ágil e bem diferente do que mostra ser. Acho, também, que o fato da autora não se limitar a história trágica de Romeu e Julieta fez com que sua obra fosse única e muito bem desenvolvida. Ao final, quando lemos os agradecimentos dela, vemos que parte de sua história partiu de uma pesquisa que sua mãe desenvolveu sobre Romeu e Julieta e as histórias por trás do romance épico de Shakespeare. 
Pontos negativos: Acho que em alguns momentos a história deu muitas voltas para enfim atingir seu ápice. Mas isso geralmente acontece com histórias das quais existem muitos elementos que precisam ser muito bem amarrados, caso contrário o final acabaria por não ter sentido algum. Fora isso, acho que por ter gostado muito não consigo criticar negativamente a história. 
Mas e aí?! Vale a pena?! Se você gosta de histórias de romance, aventura, mistério e ação: sim. Para mim foi uma das melhores leituras que já fiz e vale cada centavo que gastei com a obra. E se lançarem o livro em capa dura, eu com certeza o comprarei.
 
Não reparem na minha cara, pelo amor de Deus hehe

Gostaram da resenha?! Já leram esse livro?! Comentem e conversem com a gente, então. 
Até mais =)