Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Saudade.

Imagem
Não sei se já falei sobre saudades aqui, creio que já. Mas tenho certeza que nunca falei sobre saudade com tanta autoridade  como hoje.  Tenho saudade de tudo (ou quase tudo). Gosto de pensar que sentimentos e momentos bons nos causam saudade. Saudade nada mais é do que a vontade de viver aquele sentimento, ou aquele momento, novamente. Se uma pessoa criasse uma máquina de guardar sentimentos, talvez, não sentíssemos saudades de mais nada. Pensando bem, fico feliz que essa tal máquina não exista. Gosto de sentir saudades, isso quer dizer que vive bem. Sentir saudade significa que, apesar de minha dificuldades, fui feliz. Mesmo que pense diferente, quer dizer que tive sentimentos bons dentro de mim. Tive pessoas boas ao meu lado e elas me causam saudade.  Não vivo de passado, viver de passado é não viver de forma alguma. Tenho saudade de coisas que aconteceram comigo, de pessoas que passaram e minha vida, de lugares que visitei. No momento, não sei se sinto mais saudade de estar aqui …

É hoje!

Imagem
Hey, se essa é a primeira vez que você passa por aqui preste bem atenção: Hoje o When you let your heart completa 4 anos (#comemoração). Há 4 anos eu comecei a escrever aqui, nossa 4 anos passam voando. 
Cupcake de aniversário!
Em 4 anos eu mudei muito, e o blog também. Em 4 anos eu me formei no Ensino médio, passei em um vestibular, mudei de cidade e agora só faltam dois anos para que eu me forme e em breve vou prestar o meu primeiro concurso publico. Animador não é?! Acho que já enrolei o suficiente. A verdade é que eu não sei o que dizer. Passamos por muita coisa nesses anos. E nesse tempo todo eu tive o blog como meio de expressão, como meio de dizer o que eu simplesmente penso não só do mundo, mas de tudo que acontece a minha volta. Creio que se alguém quisesse uma máquina para guardar sentimentos e perguntasse para mim como fazer uma: eu com certeza diria para que ela se tornasse uma blogueira. Aqui eu tenho todos os meus sentimentos guardados, sejam os felizes, sejam os triste…

Um dia de limpeza.

Imagem
Acontece de haver tempos em nossas vidas em que acordamos e percebemos que tudo a nossa volta está uma completa bagunça. As vezes essa bagunça está dentro de nós mesmos e se reflete em algum lugar que podemos chamar de nosso. Outras vezes a bagunça, simplesmente, existe.  Ouvi dizer uma vez que a culpa é como um vazamento e que a melhor maneira de cura-la é encontrando o vazamento e o concertando. Não sei se eu tinha culpa em algo até então, mas sei que hoje, ao acordar, percebi a bagunça  em que meu quarto (minha mente) está.  Não é fácil levantar e limpar tudo, muitas vezes não sabemos por onde começar. Creio que esse é o maior problema. não saber por onde começar. De repente você começa e acha que tudo está errado e a bagunça parece aumentar de volume, proporção e tudo mais. A duvida é a minha maior inimiga nesses casos. E então do nada, percebo que sei por onde começar. Mas paro do mesmo modo, algo não está certo. Encontro meu erro, resolvo-o e  começo tudo novamente.  Não sou a …

Let's party!

Imagem
Sim, eu não sou do tipo de pessoa que sai muito. Não sou freqüento baladas e nem mesmo organizo muitas festas. Mas uma coisa que eu amo muito é música. Não é para menos , minha mãe toca no minimo 4 instrumentos músicas diferentes, meu pai é Dj (não profissional, mas toca em algumas festas), tenho tios Djs. Tenho vários parentes que tocam instrumentos e que cantam. A música movimenta a minha família e por conseqüência me movimenta. Dependendo a música que escutamos ela faz com que tenhamos vontade de dançar, dançar é melhor ainda. Nunca tive aulas, mas não existe nada melhor do que dançar sozinho. Movimentar-se ao som frenético de um pop/dance,   um Rock/dance ou um dance me faz feliz. Mesmo não sabendo dançar de verdade como meus amigos bailarinos, me sinto bem quando me movimento de um lado para o outro. 
É nesse momento que nos libertamos da nossa postura correta de todos os dias. Eu entendo por que tantas pessoa gostam de sair para dançar, é refrescante saber que não precisamos f…

Friendship and happines!

Imagem
O que se fazer quando se tem amigos loucos? Simples, seja tão louca quanto eles. Quando temos amigos sinceros e leais fica complicado não o ser de volta. As coisas são mais simples quando estamos em meio a amigos que nos querem bem. Nós conseguimos fazer e falar coisas que achamos que nunca teríamos coragem de realizar, mas com eles tudo é possível.  Com amigos, podemos olhar formato das nuvens. Podemos sonhar, mesmo que estes não pareçam possíveis de se realizar. Podemos rir, e rimos de tudo ao nosso redor. Podemos chorar, mesmo que não tenhamos coragem, mesmo que não pareça certo, mesmo que pareça certo. Podemos dominar o mundo, criar países só nossos, dizer que mandamos em tudo, mesmo quando não conseguimos nem mesmo fazer nosso dever de casa.  Eu já sonhei muito com meus amigos. Aprendi que alguns são para vida toda e que nem mesmo a distância é capaz de nos separar. Aprendi com outros que um amor e capaz de nos unir de maneira única. Aprendi com outros que amigos são como irmãos…

My little diary - Thinking about how do I look.

Hey.
Hoje pensei em fazer um post um pouco diferente do normal. Pensei em escrever mais como se fosse um diário e darei algumas dicas também. Então vamos lá: Desde o começo do mês de janeiro, eu tenho frequentado a academia ao ar livre que existe no meu bairro. É um lugar calmo que tem a disposição da população vários aparelhos físicos. Não sou uma pessoa muito atlética, porém não sou sedentária. Na verdade, gosto de fazer exercícios quando me convém fazê-los, não gosto muito da rotina (principalmente quando estou de férias). Mas em minha família nós temos propensão a engordar, sem contar em problemas de saúde como Diabetes e Pressão alta (ou baixa, como é o meu caso). Por conta desses problemas eu preciso tomar conta de meu corpo!  Não é fácil levantar cedo nas férias para fazer exercícios, mas se eu vou muito tarde encontro com milhares de crianças lá e fica difícil conseguir me concentrar no que devo fazer e como devo fazer.  Esses dias as coisas se complicaram mais devido as chuva…

Falling in love.

Imagem
Com o tempo você descobre que é tão fácil se apaixonar que chega a ser ridículo. Se apaixonar é fácil como adormecer, é simples como respirar. Se apaixonar é tão descomplicado, que as pessoas acabam por pensar que é uma das coisas mais difíceis do mundo. Mesmo isso não sendo verdade.  Quando digo apaixonar-se digo gostar intensamente de algo ou de alguém. Não é necessário apaixonar-se somente por uma pessoa, um homem ou mulher, é possível se apaixonar por músicas, livros, coisas, detalhes que podem ter feito toda a diferença naquela tarde tediosa que foi transformada por seus amigos. Talvez se o ônibus tivesse chegado mais tarde, ou se o filme fosse mais interessante. Não sei, qualquer detalhe conta e de repente, você se apaixonou por aquela tarde tediosa.  Como não se apaixonar por livros? Sejam eles bons ou ruins, estão sempre lá para animar o seu dia ou a sua existência. Livros te fazem sorrir, te fazem chorar, te fazem lembrar que a vida pode ser uma aventura se ela for bem vivid…

Aquele momemto em que o mundo para.

Parece até que o mundo conspira contra mim. Parece até que não posso mais sequer ficar longe do mundo enquanto sinto que ele apenas desaba ao meu redor. Não me sinto confortável aqui, mas o conforto não é o maior dos meu problemas no momento.  O mundo parece olhar para mim e me sinto mais exposta do que nunca. Não adianta correr, não adianta nem mesmo reclamar. Pois eu sei que não irá acabar. Não sou forte o bastante para acabar com isso sem que eu me machuque. Não sou forte para fazer isso parar sem que você saia ferido. Como eu pude? Como pude deixar as coisas chegarem a esse ponto? Sou assim tão irresponsável? Aparantemente sim.  Todos assistem esperando o momento em que eu irei desistir e jogar tudo para o alto. Todos esperam que eu faça isso. Todos esperam que eu admita a falta de força, a falta de coragem e o cansaço para continuar. Mas ao olhar em seus olhos, percebo que tenho força sim. Percebo que se eu me machucar não será tão grave. Se você se ferir, nós poderemos curar.  …

What about songs!

Imagem
Músicas nos inspiram, elas são palavras que acompanham um ritmo harmonioso e que quase sempre exprimem aquilo que não somos capazes de dizer; mas que sentimos no âmago de nossos seres! Não sei dizer ao certo quando comecei a gostar de musica, mas posso dizer com toda a certeza que nunca deixarei de gostar dela.  Cada música traz alguma emoção. Quando catanda da maneira certa, ela transmite todos os pensamentos mais profundos de quem a criou. Cada música tem o poder de mudar o mundo tanto para melhor como para pior.  Não sou a melhor pessoa do mundo para dizer quais músicas são boas ou ruins. Só posso dizer que cada um tem o seu gosto e devemos respeita-los independentemente do que seja. Tenho meus próprios gostos e eles não são muito comuns, também desgosto de muitos estilos musicais. Mas tento não fazer cara feia para eles. 
Music is in my soul, and I can't refuse!

E como dica de música segue: 
World at our feet by Joe Brooks Superman by Joe Brooks

P.S: Sei que as fotos não andam m…

Songs, books, write ad love!

Imagem
Não existe nada como colocar meus fones de ouvido e colocar para tocar músicas que desconheço e músicas que sempre existiram em minha playlist. Deito em minha cama e leio livros que me levam desde Narina até a Lua e além. Penso sobre tudo o que vejo e percebo que não sou mais uma criança a me esconder do mundo e sim uma mulher que reconhece seus verdadeiros amores.  Vale a pena sentar com minha melhor amiga para assistir meu filme favorito. Vale a pena sentir vontade de chorar por ver que a minha saga chegar ao fim. Faz parte férias! Escrever também faz parte. Aproveito meu tempo livre tanto para escrever sobre o que gosto, tanto para escrever sobre artigos ciêntificos. E mesmo para tudo isso, é necessário ter amor pelo o que eu faço.  Amo cada momento do meu dia, tento ao máximo me divertir e sentir o que faz bem para mim. Escrever, ler, cantar e dançar... Aproveitar o que a vida tem de melhor. 
Foto do Ipê rosa que há na faculdade.

Começo de ano e ideias que posso cumprir!

Um dia novo e chuvoso, assim se inicia o meu primeiro dia de 2012. Não sei bem o que pensar sobre isso, mas sei que me sinto mais animada em relação a esse dia do que há um ano atrás. Esse ano meu blog completa 4 anos, nunca pensei que duraria tanto tempo  e sinto que durará mais anos ainda.  Sei que esse ano será mais complicado do que meus outros anos, estou a caminho do 3º ano de faculdade, será muito complicado arrumar tempo para tudo. Mas como ganhei de presente uma agenda, creio que conseguirei ser o mais organizada possível para manter esse blog atualizado e para fazer com que meus leitores continuem a me acompanhar.  Espero também poder realizar algumas mudanças por aqui, penso em colocar mais imagens minhas do que de outras pessoas, basta que eu consiga arrumar minha mini-câmera digital e tudo se transformará! Penso também em escrever aqui com a freqüência minima de uma vez por semana, quero mesmo escrever todos os dias, mas sei que isso não será 100% possível.  Não desejo m…