Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2009

Livros, filmes e paixões.

A primeira vez que eu realmente começai a ler um livro foi quando eu tinha 11 anos, e esse livro era nada mais nada menos do que Harry Potter e a pedra filosofal. Devo confessar que demorei quase 2 messes para conseguir sair do primeiro capitulo, que , ao meu ver, era muito chato; mas após ver o trai ler do primeiro filme da serie Harry Potter, e depois de de minha dizer que eu só me levaria para assistir o filme se terminasse o livro, devorei o em apenas uma semana. A partir daí tornou-se tradição para mim, ler um livro e depois ver sua adaptação nas telonas. Mas mesmo assim nunca achei que encontraria uma história que me fizesse sentir como se fizesse parte dela como Harry Potter fez; simplesmente me enganei redondamente e agora mesmo que quisesse não poderia me separar de Crepúsculo, Lua Nova ou Eclipse. Esses livros/filmes são uma das coisas que mais aprecio no mundo e também me fazem pensar como alguém no mundo pode não gostar disso, os livros dão assas a nossa imaginação, nos …
As vezes a vida te apresenta pessoas que você simplesmente ignora
pensando que elas não valem a pena, quem me dera se pelo menos uma vez eu não pensasse desta maneira, e por mais que eu quebre a cara todas as vezes parece que eu não aprendo mesmo. Será que só comigo é assim?
Mas, enfim, desta vez prometo que a próxima vez que eu cruzar com qualquer pessoa, antes de julga-la vou primeiro tentar conhece-la pois, quem sabe, ela não se pareça muito comigo como você.

"Nós choramos quando algo é triste. E, ás vezes, também derramamos uma lágrima quando algo é muito belo. Quando alguma coisa é engraçada ou feia, nós rimos.
Talvez algo muito bonito nos deixe tristes porque sabemos que não vai durar para sempre. E rimos do que é feio porque compreendemos que é só uma brincadeira."

Jostien Gaarden
Através do espelho
A alegria é uma borboleta voando sobre a face da terra. Mas a tristeza é um pássaro de grande assas negras que nos erguem muito acima da vida. Lá em baixo, á luz do sol, a vida flui, tudo cresce. O pássaro da tristeza, porém, voa bem alto, lá onde velam os anjos da dor sobre o covil da morte. (Edith Södergran(1892-1923), 16 anos, do seu diário) Quero beijar as estrelas, Dançar nas nuvens, Dormir na lua, Correr na floresta, Nadar num lago, Sentir o cheiro do orvalho, Beber da água da chuva, Viajar nas assas da imaginação, Voar como um pássaro, Esquecer de tudo que é ruim para mim, Viver a vida sem culpa de ser feliz. Mas principalmente Quero lembrar de tudo o que passei com ... VOCÊ!!!!! ^.^ ( Luisa Santos)