terça-feira, 28 de dezembro de 2010
Eu deveria deixar que as palavras chegassem a mim com a maior facilidade possível. Devia parar de pensar sobre o que é ou não é legal escrever. As pessoas não buscam mais textos que digam o que de bom acontece na atualidade, para isso existem jornais e sites jornalísticos. De fato, eu não deveria me preocupar com o que as pessoas procuram. Eu nunca fui assim, por que começar agora?
Não sei sobre o que eu deveria escrever,ou sobre o que interessaria mais as pessoas que, por um grande acaso, encontrassem esse blog. É claro que não sou tão pessimista quanto ao fato de meu blog ter apenas alguns seguidores, eu gosto disso. São pessoas que gostam do que eu escrevo e do meu ponto de vista em relação as coisas que vejo, ouço e sinto nesse minha louca vida. Creio que no fundo esse é o motivo pela qual eu voltei. Pensando bem não consegui ficar nem mesmo 2 meses sem escrever aqui, faz parte de mim agora. Acho que vou trocar de música, pois a cada vez que ele aumenta o ritmo da música eu começo a digitar mais rápido e se não o consigo eu meio que perco.
Pronto. Para quem quiser saber que música eu estava ouvindo, basta clicar aqui. Não gosto muito dele cantando, mas a letra é muito fofa.
Enfim, se me perguntarem sobre o que eu escrevo não saberei dizer com certeza, creio que essa seja a beleza e o motivo pela qual eu escrevo. Gosto, me faz bem. Tira parte de meus pensamentos, é como se fosse a minha “penseira”. Chego a pensar, ás vezes, que seria maravilhoso ter uma dessas em casa, pois minha mente fica muito cheia e não tenho onde colocar cada um de meus pensamentos. Mas então percebo que a minha penseira fica bem aqui.

“- Que é isso? - perguntou Harry trêmulo.
- Isso? Chama-se Penseira, às vezes eu acho, e tenho certeza de que você conhece essa sensação, que simplesmente há pensamentos e lembranças demais enchendo minha cabeça.”
J.K. Rowling, Harry Potter e o Cálice de fogo.

Um comentário:

  1. Está aí, escreveu sobre o não saber o que escrever! rs
    O motivo de criar um blog, ter um caderno de anotações pessoais, um amigo, psicólogo ou seja lá o que for é poder colocar (ou tentar) ordem os nossos pensamentos e é por isso que o próprio cérebro se encarrega de se livrar de alguns muuuuuitos, por que seria demais para nós pensar em tudo!

    Quanto a pensar no que escrever para agradar os outros, escreva o que te agrada, sempre terá quem se identifique. Mas se você tentar agradar a alguém sem estar satisfeita... isso não torna um texto mágico, cheio de vida.

    Escreva a seu modo, é muito mais interessante e divertido! =D

    ResponderExcluir

Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras... Mas aqui, suas palavras também valem muito, então sinta-se à vontade para prosear com a gente. Críticas, sugestões e dicas de lugares pra comer nhoque sempre são bem vindas!

Obrigada por nos fazer companhia =)

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.