quarta-feira, 25 de setembro de 2013



Já faz mais de dois anos que eu não vejo você. Ver daquele jeito que abraça forte, que dá risada junto. Mas, mesmo com todo esse fato tempo, fico me remoendo de saudades do seu mau-humor matinal, das suas piadas nerds, e de toda paciência que você sempre teve comigo.
Sempre foi assim: se eu tenho uma dúvida, lá está você para sanar (mesmo quando eram dúvidas bestas, ou quando não tinham nenhuma relação comigo). Eu amo o Jobs e você me diz tudo sobre ele - e ainda me emprestou um dos melhores livros que li na vida.  Eu queria saber coisas sobre como os e-mails ficavam armazenados no servidor: explicações detalhadas. Queria saber histórias de infância ou namoro: você me contava todas. Falava sobre algum produto e você me apresentava as melhores lojas online. A minha banda favorita também é a sua banda favorita.

E eu sinto tanta saudade de trabalhar contigo! De rir dos outros, de ter piadas internas e uma aula nova sobre cultura inútil por dia. Que saudade de te ver todo dia.  

E devagar, você foi ocupando um espaço que foi tomando grandes proporções. Talvez eu diga bem pouco sobre, mas você se tornou pra mim um porto seguro. Se eu preciso contar algo, ou preciso de um conselho: é pra você que tenho vontade de correr. Sabe aquele sentimento de confiar sem medo? É isso. Nas minhas decisões importantes, sempre tenho vontade de consultar você (mas daí vem todo aquele meu discurso de medo de atrapalhar e etc. Cê sabe), vontade de pedir conselhos... Porque você é aquele tipo de pessoa que sempre me coloca pra cima - e você nem precisa fazer esforço. Eu sou feliz por ter sua amizade, me sinto orgulhosa desse feito, porque eu te admiro muito - e se a sorte me sorrir, a gente ainda vai trabalhar junto, escreve isso!
Nesse mundo onde as pessoas costumam sempre decepcionar, você sempre me surpreende. E (não sei bem se isso é surpresa, porque na verdade, esperar uma coisa dessa de você é fácil) mesmo longe, você continua sendo meu amigo dos conselhos, das risadas. E do cuidado! Obrigada por continuar cuidando de mim! Obrigada por não desistir de tentar abrir meus olhos - alguns desses passos admiráveis que dou hoje, renderam de muitas conversas nossas! E eu só tenho que te agradecer. Hoje e sempre. Daqui pro fim!
(E sim, aproveitei hoje, que tem toda a coisa do livro pra escrever, porque ai não parece que sou tão gay! HAUHAUHAUHA)


"But of all these friends and lovers,
there is no one compares with you..."

2 comentários:

Dizem que uma imagem vale mais que mil palavras... Mas aqui, suas palavras também valem muito, então sinta-se à vontade para prosear com a gente. Críticas, sugestões e dicas de lugares pra comer nhoque sempre são bem vindas!

Obrigada por nos fazer companhia =)