terça-feira, 19 de junho de 2012
Serei sincera mesmo com o meu amor pela chuva o meu mau-humor conseguiu agir em mim hoje pela manhã. Embora tenha sido por apenas uns 15 minutos (tempo de caminhada na chuva), esse mau-estar ficou em minha cabeça durante todo o meu dia. É terrível ficar a pensar que, nas primeiras horas de seu dia, você, talvez, tenha magoado alguém com o seu péssimo humor.
Por mais incrível que pareça, eu não ligava para o meu humor. Se ele estava bom, sorte de quem precisava andar comigo, caso contrário, azar daquele pobre coitado. Mas, de uns tempos para cá, eu tenho pensado seriamente nessas questões de humor.
Comecei a pensar que se um sorriso pode ser a solução para muitos problemas, um instante de mau-humor pode ser o desencadeamento de vários problemas não só em minha vida mas na vida de outras pessoas.  Vamos colocar assim: Se você, ao andar pela rua, cruza com uma pessoa feliz automaticamente, você se sente feliz. Porém ao cruzar com uma pessoa mau-humorada, parece que o seu dia pode desabar ali mesmo. É naquele cruzamento que você lembra das milhares de coisas que precisa fazer, das contas que precisa pagar e de qualquer outra desventura que lhe tenha acontecido anteriormente a essa "cruzada".
Com uma pessoa feliz, é difícil de acontecer tais coisas. Não que ela não lembre das coisas que precisa fazer ou das contas que precisa pagar. A diferença é que ela tem a confiança de que tudo dará certo e que não há problema em sorrir.
Confiança, essa é uma palavra forte e que requer muito coragem para dize-la. Enfim, só para completar: Não podemos nos deixar abalar por um dia de chuva em nossas vidas, pois o arco-iris só aparece depois da tempestade. Então, aproveite tudo o que acontecer em sua vida, sempre haverá uma lição para se aprender. O mundo não estará perdido se você não conseguir resolver determinado problema.  Aproveite, muito há para ser descoberto! 



0 comentários:

Tecnologia do Blogger.