quinta-feira, 21 de junho de 2012
E na hora de voltar eu olhei para céu e vi milhares de gotículas de água caindo e caindo. Infelizmente meu guarda-chuva havia quebrado.  Não havia outra maneira, não havia escapatória, somente através da chuva eu poderia chegar onde eu desejava. 
Nos primeiros instantes fiquei um tanto chateada em me molhar. Logo depois me veio a coragem para erguer minha cabeça e seguir meu caminho. E depois veio a felicidade. Sim, felicidade.
Um pouco de água na pele e muitas nuvens no céu, tudo tem cheiro de casa. Algumas pessoas passam por mim e não entendem a razão do meu sorriso. Sinto vontade de dançar na chuva, mas não o faço por medo do que as pessoas poderiam pensar de mim. Logo em seguida uma gargalhada escapa de meus lábios por ter sequer pensado sobre o que as pessoas pensariam de mim. Penso em dançar novamente, mas não o faço. 
Prossigo em meu caminho, olho para cima e vejo muitas gotas caírem em minha cara. Sinto meu sorriso se alagar e sei que mais pessoas passam por mim e pensam que sou louca. O que posso fazer,sou louca mesmo! Em meu caminho cruzo com mais duas ou três conhecidas,algumas me chamam de louca, outras só olham com pena por me ver sem guarda-chuva. Ah,se cada uma delas soubesse se a felicidade que está em meu coração, jamais sentiriam pena de mim.
Meu coração parece que não se aguenta de tanta felicidade, nem mesmo parece que estive com tanto mau-humor nos últimos dias. Nem mesmo parece que passei por tudo aquilo e que meus nervos estavam a me controlar. Meu olhar se abre e percebo um mundo de possibilidades a minha frente só esperando pelo meu sim. 
Finalmente chego ao meu destino e percebo que não deveria ter chego, percebo que gostei do caminho.E por mais que eu tenha tropeçado algumas vezes, sei que as vezes que sorri foram muito melhores. Cada queda me deu força para me levantar. E cada lágrima confirma a razão de cada sorriso!


0 comentários:

Tecnologia do Blogger.