Deixando minha infância.

É difícil dizer que é bom que isso aconteça. É mais difícil ainda dizer que quero que isso aconteça comigo, pois eu não quero. Passei minha vida toda pensando em viajar, em crescer e descobrir o mundo. E agora que posso, não sei se realmente quero tudo isso. O que eu quero agora é voltar no tempo, nas vezes em que sentava no balanço e olhava para o céu! O meu balanço favorito fica na área de lazer do metrô Jabaquara, como meu trabalha no metrô todas as festas nós íamos para lá! O melhor é que o aeroporto fica próximo da área de lazer, então vários aviões passam sobre o lugar. Naqueles momentos meus sonhos levantavam voo, minha imaginação ganhavam assas e tudo o que podia querer estava ali, próximos a mim... É tão difícil dizer tchau ao balanço da minha infância. Mas, creio que nada é fácil nessa vida! Deixar minha infância é a tarefa mais dura que eu tenho que enfrentar, pois de um modo ou de outro eu ainda sou um pouco daquela garota no balanço. Aquela garota que sonha com as alturas, que sonha com o mundo que há aí fora! Meus sonhos ainda estão ali, naquele balanço... E eu espero que eles sejam alimentados por muitas e muitas meninas que ali sentaram um dia.
Não quero deixar para traz esse desejo, não quero deixar para traz esse balanço. Mas mesmo assim, carregarei comigo essa sensação de voar....

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A cada minuto.

Curtas para adoçarem o coração.